quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

JESUS CRISTO - Resgate de almas

Nestes momentos tão conturbados que vivemos hoje, um olhar desatento poderia supor que passamos por um fatídico final dos tempos, ou ainda, a vitória do mal, da violência, do egoísmo.Entretanto quando apuramos este olhar, no estudo da Codificação e principalmente nos ensinos de Jesus, percebemos um processo natural de crescimento, necessário em diversas linhas de aprendizado. O joio e o trigo crescem juntos dentro de nós, o bem e o mal travam uma luta em nossas consciências, que se intensifica quanto mais estudamos, aprendemos, amadurecemos, mas principalmente quanto mais somos tocados pelo amor dos que nos rodeia. O mal é a ausência e desconhecimento do bem. Conforme Jesus sabiamente ensinou, pagando o mal com o bem contribuímos de forma efetiva na educação moral de nosso semelhante, demonstrando uma realidade mais feliz e promissora. No uso inadequado do livre-arbítrio, não raro, adentramos em um mundo de dor, de provações, de desalento e desesperança, e para dele sair necessitamos de ajuda, de amparo, de acolhimento. Como nenhuma ovelha se perderá, segundo ensinamento do mestre Nazareno, é fato que esta ajuda sempre virá, surgindo de corações maduros, fraternos e abnegados. Irmãos que já vivenciaram as mesmas dores, que se doam e dispõem em auxiliar os que desconhecem o caminho do bem. Emissáriosdo alto e aprendizes do amor maior trabalham em equipe encaminhando, orientando e amparando os caídos, secando lágrimas, exemplificando o amor de Deus. Para muitos irmãos a jornada apenas começou… Como acertar o caminho sem experiência, sem mapa, desconhecendo o caminho e sem suprimentos? Como atingir uma meta que não se possui? Observando a proposta pedagógica divina, nos lembramos do mestre Johann Heinrich Pestalozzi, professor de Kardec, que em sua experiência com os órfãos de Stans orienta que os mais velhos cuidariam dos mais novos, auxiliando-o em sua grande tarefa de educar aquelas almas. Quem sabe mais, ensina, orienta e esclarece os que sabem menos. Os mais fortes cuidam dos mais fracos. Assim Deus movimenta e sedimenta nossa evolução, os mais experientes se voltam pelo amor apreendido a nos auxiliar e encaminhar, com o objetivo maior da fraternidade, nos resgatando das dores criadas por nossas escolhas equivocadas e egoístas. Como anjos de Deus nos apresentam o céu dos bons sentimentos, da amizade e devotamento, nos levando para mais perto do Pai, mudando o cenário de nossa existência. Umberto Fabbri é autor do livro Resgate de Almas, da Mundo Maior Editora

Nenhum comentário:

Postar um comentário